APPETITE FOR DISCUSSION
Welcome to Appetite for Discussion -- a Guns N' Roses fan forum!

Please feel free to look around the forum as a guest, I hope you will find something of interest. If you want to join the discussions or contribute in other ways then you need to become a member. Registering is free and easy.

Cheers!
SoulMonster

2015.03.25 - Rolling Stone Brazil - Interview with Doug Golstein

Go down

2015.03.25 - Rolling Stone Brazil - Interview with Doug Golstein Empty 2015.03.25 - Rolling Stone Brazil - Interview with Doug Golstein

Post by Blackstar on Mon Nov 26, 2018 1:49 am

-------------------------------------------------------
TRANSLATED EXCERPTS FROM MusicFeeds:
-------------------------------------------------------

Michael Jackson Is Now Being Blamed For Guns N’ Roses’ Split

Written by Emmy Mack on March 27, 2015

Michael Jackson was accused of a lot of things in his time (and since), but here’s a brand-new one: breaking up Guns N’ Roses. According to the band’s former manager, Doug Goldstein, the deceased King of Pop could be partially to blame for the split that robbed GNR of their Appetite For Destruction.

As most fans well know, the hard-rockin’ world conquerors have never been the same since core member, Slash, quit the band in 1996 following personal tensions with frontman, Axl Rose. Now, in a new interview with Rolling Stone Brazil, Goldstein claims the straw that broke the camel’s back actually occurred when everyone’s favourite Les Paul-slinging top hat wearer agreed to perform with MJ at a tribute concert.

“I told him not to do it because Axl was molested by his father when he was two and he believed the charges against Michael Jackson,” Goldstein says. “So I asked Slash, ‘How much are you receiving?’ … and he said, ‘I’ll just receive a big screen television’.”

“When Axl found out Slash was going to play with Michael Jackson and that the payment was a big screen TV, he was devastated. He thought Slash would support him and be against all abuse. From Axl’s point of view, that was the only problem. He could ignore the drugs and the alcohol, but never the child abuse.”

Goldstein doesn’t mention whether Rose took issue with Slash recording two songs with Michael Jackson on his 1991 album Dangerous, including Give In To Me (which he also appeared in the video for) and the intro shredding to chart-incinerator Black Or White over four years previous. However he does claim that, should Slash apologise for performing with Jackson, a classic Guns N’ Roses reunion could happen, like, for realz.

“I really believe that for how much I love the band, I’d be the manager to reunite them,” he said. “I don’t think anyone else could do it.” We’re not going to hold our breath.

[You must be registered and logged in to see this link.]

----------------------------------------------
ORIGINAL ARTICLE IN PORTUGUESE:
----------------------------------------------

Exclusivo: ex-empresário do Guns N' Roses diz que Michael Jackson foi motivo da separação da banda

Em entrevista à Rolling Stone Brasil, Doug Goldstein afirmou que Axl Rose não teria perdoado parceria de Slash com o Rei do Pop

Lucas Borges

[...]

Em entrevista à Rolling Stone Brasil, no entanto, um importante personagem da história do desmanche do quinteto norte-americano garantiu que pode colocar Axl Rose e Slash lado a lado novamente. O autoproclamado salvador da pátria é Doug Goldstein, empresário apontado pelo guitarrista como o pivô da separação do Guns N' Roses.

"...[ Goldstein ] estivera galgando os degraus estrategicamente. Era como um predador numa emboscada. Embora ninguém tenha sido mais responsável pela dissolução do Guns do que o próprio Guns, Doug Goldstein foi um catalisador. Suas técnicas para dividir e conquistar foram um instrumento para a chegada do nosso fim”, escreveu Slash em livro homônimo de 2007, publicado no Brasil pela Editora Ediouro.

Ainda segundo o artista, Goldstein se aproximou de Axl Rose para substituir o ex-agente do grupo, Alan Niven, e sempre foi “permissivo” com o bandleader, que poderia fazer o que bem entendesse. Rose, inclusive, continuou sendo agenciado por Goldstein até 2002, quando teriam se separado por um novo entrevero.

Por telefone, o acusado negou tudo e se defendeu. “Adoraria encontrar Slash e esclarecer isso porque a verdade é que nós fomos por sete anos as pessoas que cuidaram dos negócios da banda. Eu dobrei o valor das comissões que eram pagas a eles. Amo Slash até a morte, é uma das minhas pessoas preferidas no mundo inteiro e por alguma razão ele está com essas ideias”, disse.

Um dos motivos da rejeição a ele seria o antecessor Niven, que teria chegado ao ponto de contratar um especialista em magia negra na cidade de Nova Orleans depois que foi dispensado do cargo.

"Todos os dias depois do trabalho ele ia para o quarto, colocava uma capa preta e praguejava contra Axl e eu. Eu estava no Havaí, levando minha vida e Niven surgiu, fez amizade de novo com Slash e Duff [McKagan, baixista original do Guns] e tomou crédito de tudo que eu fiz. Depois, Slash me disse que Niven tentou transar com a namorada dele”.

Goldstein também teria levado injustamente a culpa pelo contrato que os ex-membros do grupo assinaram passando o nome Guns N’ Roses para Axl Rose. “E naquele dia meu filho nasceu, a gente não estava nem no mesmo continente, eles estavam em Barcelona e eu estava na Califórnia, eles me confundiram com o empresário da tour porque andavam bebendo bastante naquele tempo e não lembram”.

A despeito de tudo isso e de uma suposta ideia de Rose de acrescentar um terceiro guitarrista, nada teria sido mais importante para a separação da parceria musical do que um fator que, afirma o agente, passou despercebido pelo público: uma parceria com Michael Jackson.

"Em 1991, estávamos na estrada, Slash foi até minha sala e falou, ‘estou partindo amanhã para tocar com Michael Jackson em um show de tributo'. Disse para ele não fazer isso porque Axl foi molestado pelo pai quando tinha dois anos e acreditava nas acusações contra Michael Jackson. Todo mundo sabia que Eddie Van Halen recebeu US$ 1 milhão pela participação em 'Beat It'. Então, perguntei ao Slash, ‘quanto você vai receber, posso negociar isso para você?’ e ele disse, ‘eu só vou receber uma televisão de tela grande”.

"Ele ficou arrasado. Ele achou que Slash iria apoiá-lo e ficaria contra todo o abuso. Do ponto de vista do Axl, esse era o único problema. Ele poderia ignorar as drogas e o álcool (com os quais o guitarrista teve sérios problemas), mas nunca poderia ignorar o abuso infantil". Slash gravou participações em várias músicas do Rei do Pop, entre elas, "Black or White".

Bastaria, portanto, algumas palavras para juntar o velho Guns. “Slash teria que se desculpar pelo episódio com Michael Jackson. E realmente acredito que pelo tanto que amo a banda eu seria o empresário que os reuniria de novo, não acho que alguém mais poderia fazer isso”.

Determinado a refundar o ícone do final do século 20, o empresário fez até um pedido à reportagem. “Sou um cara muito amoroso, espiritual e me magoa que em vez de me perguntar como eu sinto e perguntar sobre essas coisas que Niven criou, Slash simplesmente acredite que elas são verdadeiras e me jogue para os leões. Amo Slash como a um irmão, ele é o irmão mais novo que eu não tive, faria tudo por ele. Faça um favor, diga que espero muito sentar com ele onde ele quiser para contar meu lado da história”.

[You must be registered and logged in to see this link.]
Blackstar
Blackstar
ADMIN

Posts : 1873
Plectra : 13718
Reputation : 70
Join date : 2018-03-17

Back to top Go down

2015.03.25 - Rolling Stone Brazil - Interview with Doug Golstein Empty Re: 2015.03.25 - Rolling Stone Brazil - Interview with Doug Golstein

Post by Misfit79 on Mon Nov 26, 2018 10:38 pm

I wonder if this is the interview that made Axl get his lawyers to call Doug and then he himself called him to ask him to shut up?
Misfit79
Misfit79
 
 

Posts : 24
Plectra : 456
Reputation : 3
Join date : 2018-07-18

Back to top Go down

2015.03.25 - Rolling Stone Brazil - Interview with Doug Golstein Empty Re: 2015.03.25 - Rolling Stone Brazil - Interview with Doug Golstein

Post by Blackstar on Mon Nov 26, 2018 10:46 pm

[You must be registered and logged in to see this link.] wrote:I wonder if this is the interview that made Axl get his lawyers to call Doug and then he himself called him to ask him to shut up?

Yeah, it was probably this one and the other one Doug did a little later with Mitch Lafon where he repeated the allegations about MJ.
Blackstar
Blackstar
ADMIN

Posts : 1873
Plectra : 13718
Reputation : 70
Join date : 2018-03-17

Back to top Go down

2015.03.25 - Rolling Stone Brazil - Interview with Doug Golstein Empty Re: 2015.03.25 - Rolling Stone Brazil - Interview with Doug Golstein

Post by Sponsored content


Sponsored content


Back to top Go down

Back to top


 
Permissions in this forum:
You cannot reply to topics in this forum